Educação Financeira

8 dicas para sair do vermelho

Seu sonho é sair de vez do vermelho e conseguir ter uma vida financeira estável? Veja agora as melhores dicas para sair do vermelho.

Anúncios

por Heloisa Trindade

Publicado em 04/03/2021

Dicas para sair do vermelho

Como manter as contas de casa em dia (Imagem: blog.euemdia)
Como manter as contas de casa em dia (Imagem: blog.euemdia)

Ver dicas para sair do vermelho é o que muitos brasileiros precisam. O país alcançou recorde de mais de 60 milhões de inadimplentes em 2019 e enfrenta uma crise intensificada com a pandemia do vírus Covid-19.

Ter problemas para fechar as contas no fim do mês é um desafio de 55,6% das famílias brasileiras segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Recorrer ao pagamento mínimo da fatura e aos poucos ver sua dívida se tornando uma bola de neve por causa dos juros altíssimos parece ser um caminho sem saída.

Mas nada está perdido! Pequenas atitudes, como educação financeira, são importantíssimas para as famílias brasileiras. Mas, infelizmente são pouco incentivadas. Esse tipo de responsabilidade com o seu dinheiro pode então te salvar de entrar no vermelho ou te tirar dele.

Pensando nisso, hoje queremos mostrar pra você que é possível sair do vermelho mesmo ganhando pouco. Tudo deve começar pela prática do planejamento financeiro, mas você deve estar disposto a se organizar e priorizar a quitação da dívida. Então veja as dicas para sair do vermelho de uma vez por todas. Continue com a gente!

Anúncios

Dicas para sair do vermelho ganhando pouco

Como Sair do Vermelho Ganhando Pouco (Imagem: dinheirobemcuidado)
Como Sair do Vermelho Ganhando Pouco (Imagem: dinheirobemcuidado)

Estar no vermelho é uma situação complicada e desesperadora. Mas, o primeiro passo a ser tomado é você enxergar o que te fez chegar nessa situação. E então, pensar no que pode fazer para em hipótese alguma repetir os mesmos erros. Lembre-se, se não houver uma mudança de comportamento da sua parte e da família a situação só tem de a se agravar.

Se existem dicas para sair do vermelho gastando pouco, é portanto a pergunta que não quer calar. Afinal, como é possível não se atolar mais nas dívidas em um país onde os juros são os mais altos do mundo?

Vamos lá então, primeiramente você precisa de organização e disciplina. Parcele sua dívida com os credores, mas só se sentir segurança que conseguirá pagar.

Fique, então, sabendo que não há uma fórmula mágica. Você vai precisar sim cortar gastos e segurar a vontade de fazer novas dívidas no período em que estiver tentando quitar as que você já tem. Seguem as 8 dicas para sair do vermelho que separamos para te ajudar nessa jornada!

Dicas para sair do vermelho: responda 8 perguntas rápidas

Dicas para sair do vermelho: responda 8 perguntas rápidas (Imagem: administradores)
Dicas para sair do vermelho: responda 8 perguntas rápidas (Imagem: administradores)

Como você já deve saber, não existe um caminho fácil. Vai ser preciso muito planejamento, jogo de cintura e disposição para mudar alguns maus hábitos que te levaram a essa situação. Veja então como sair do vermelho em 8 dicas rápidas.

Anúncios

Você sabe o tamanho das suas dívidas?

Você sabe o tamanho das suas dívidas (Imagem: apsa)
Você sabe o tamanho das suas dívidas (Imagem: apsa)

Não tem outro jeito, o primeiro passo é encarar as dívidas para saber o tamanho do problema. É importante fazer o cálculo de exatamente tudo o que deve.

Você precisa entrar em contato com as empresas credoras para saber o valor atual da dívida. Pois, algumas despesas crescem devido aos juros. É importante ter essa visão geral das suas dívidas para saber qual a melhor decisão a tomar na hora de negociar suas dívidas.

Agora é hora portanto de passar tudo para o papel (ou Excel pra quem for de digital). O importante é então registar cada dívida e os valores correspondentes. Também é importante anotar o valor das parcelas, as taxas de juros cobradas de cada uma, as prestações a serem cobradas e por fim o valor total.

A partir desse exercício, é possível ver o quanto seu dinheiro está comprometido por mês. Então, sua prioridade precisa ser pagar essas dívidas sem atrasar.

Se após essa análise você perceber que não vai ser possível sustentar a dívida, priorize os débitos com juros mais altos. Se livrar deles precisa ser sua prioridade, pois são os débitos mais perigosos que crescem rapidamente.

Dicas para sair do vermelho: Você já vendeu o que tinha em casa e não usa?

Você já vendeu o que tinha em casa e não usa (Imagem: 2RTop)
Você já vendeu o que tinha em casa e não usa (Imagem: 2RTop)

Não existe outra forma de te passarmos dicas para sair do vermelho sem quitar as dívidas. E é provável que, se você tivesse dinheiro suficiente pra tudo já teria pago tudo e saído do vermelho. Sabendo disso, sugerimos que comece encontrando uma forma de obter renda extra.

É importante estar disposto a pagar algumas dívidas à vista se quiser adiantar o processo, Além disso, assim é possível ganhar um bom desconto. Nesse momento não indicamos que escolha fazer um empréstimo. Pois dessa forma você estará trocando uma dívida pela outra, o que pode não ser vantajoso.

Por isso, aconselhamos você a olhar ao redor e se questionar sobre o que há em casa, não sendo usado que possa ser vendido por um preço razoável.

Você pode começar divulgando nas suas redes sociais que está com alguns produtos para vender. Entre em contato com amigos e pessoas próximas, eles podem conhecer alguém que se interesse pelos seus produtos. Também é possível divulgar produtos por aplicativos de vendas como OLX ou Enjoei.

Então, itens como eletrônicos, eletrodomésticos, móveis, principalmente os que não estão em uso, podem ser colocados à venda. Dessa forma, você terá um fundo de pagamento para suas dívidas. Lembrando que o dinheiro deve ser usado exclusivamente para suas dívidas, e o foco precisa ser os débitos mais complicados com juros mais altos.

Você pesquisou a portabilidade de crédito?

Você pesquisou a portabilidade de crédito (Blog.dinheirow)
Você pesquisou a portabilidade de crédito (Blog.dinheirow)

Essa opção que está entre as dicas para sair do vermelho serve pra quem quer trocar uma dívida cara por outra mais barata em outra instituição financeira.

Pode ser uma medida importante caso as taxas de juros do seu banco estejam mais caros do que os da concorrência. Dessa forma, a portabilidade de crédito serve para que você transfira sua dívida para outro banco com as taxas de juros mais baixas, por exemplo.

Portanto, você pode solicitar a portabilidade de crédito a qualquer momento e não precisa ficar amarrado a um banco até o fim da sua dívida. Essa opção gera mais competitividade paras instituições financeiras e mais oportunidades para os consumidores.

Pesquise bastante e entre em contato com a instituição que deseja fazer a transferência da dívida. Nenhuma instituição tem obrigação de aceitar a sua transferência, o banco tem a opção de escolher se é vantajoso ter você como cliente.

A portabilidade de crédito pode ser cobrada ou não, Isso varia portanto de empresa para empresa. Por isso, é importante manter a comunicação com a instituição que você escolher e tirar todas as dúvidas antes de fechar contrato com ela.

Como funciona a portabilidade de crédito

Sabia que a portabilidade de crédito pode ser uma ótimo opção para regularizar as finanças? Saiba tudo sobre essa possibilidade e como fazer

Você começou a construir sua reserva de emergência?

Você começou a construir sua reserva de emergência (Imagem: PagSeguro)
Você começou a construir sua reserva de emergência (Imagem: PagSeguro)

Com as dicas para sair do vermelho, você vai corrigir muitos maus hábitos e aprender novos bem mais saudáveis. Nesse processo, vem então a importância de construir uma reserva de emergência.

A gente nunca sabe quando as coisas vão sair do controle, mas podemos nos preparar com antecedência para esse tipo de imprevisto. Estar um passo à frente te dá a oportunidade de resolver os problemas na calma. Por isso a ideia aqui é que você reserve uma pequena quantia todo mês.

Quando suas dívidas estiverem menos apertadas no fim do mês, comece a investir em um fundo de emergência. O dinheiro deve equivaler de 3 meses a 6 meses de gastos habituais, para então dar tempo de se planejar numa situação de emergência financeira.

Sair do vermelho só vai ser possível se você tiver planejamento, organização e disciplina. Você não vai querer passar pelo mesmo problema mais uma vez, não é? Por isso, não gaste mais do que você ganha e invista em um fundo de emergência para imprevistos. Tenha controle sobre suas finanças e seja alguém mais tranquilo e organizado.

O que é e como fazer uma reserva de emergência

Sabia que a reserva de emergência poderia ter te ajudado em momentos difíceis e que você pode começar hoje mesmo? Veja como funciona

Dicas para sair do vermelho: Você faz renda extra?

Você faz renda extra (Imagem: empreendadigitalmente)
Você faz renda extra (Imagem: empreendadigitalmente)

A renda extra deixou de ser um luxo e passou a ser necessidade nos últimos anos. Com o avanço da internet é possível fazer vendas de produtos e serviços online.

Muitas pessoas investem então o seu tempo hoje em dia para se dedicarem a um negócio que começa como renda extra e pode passar a ser fonte de renda principal.

E para você que quer usar as dicas para sair do vermelho, essa pode ser uma ótima oportunidade de quitar as dívidas mais rápido.

A renda extra complementa o seu salário e te permite ter maior liberdade financeira. Você pode vender suas habilidades como: cozinhar, escrever ou até mesmo ensinar algo novo que as pessoas têm curiosidade de saber.

Comece então fazendo uma pesquisa no Google e observando os negócios de outras pessoas que deram certo na área que você deseja empreender.

Ganhando inspiração, você pode começar a pensar no seu diferencial. Se resolver investir seu tempo para tentar uma renda extra é necessário que organize sua rotina definindo horários. Aqui vão algumas sugestões de renda extra:

  • Trabalhar como afiliado
  • Fazer cursos de mentorias
  • Produzir conteúdo digital
  • Ser um freelancer
  • Ser motorista de aplicativo
  • Ter uma loja virtual
  • Trabalhar com artesanato

Vale a pena investir parte do seu tempo com uma atividade extra que você goste e seja prazerosa, seu trabalho pode ser cansativo e estressante o suficiente, não queremos que tenha mais um motivo para estresse.

Você já cortou os gastos desnecessários?

Você já cortou os gastos desnecessários (Imagem: solutionservices)
Você já cortou os gastos desnecessários (Imagem: solutionservices)

Umas das etapas mais importantes, se não a mais importante entre as dicas para sair do vermelho é cortar gastos. Depois de saber o tamanho das suas dívidas é importante começar o quanto antes a fazer os cortes. Separamos uma dica muito valiosa para você saber quais gastos são ou não essenciais.

Existe um truque saudável chamado Método ABCD que classifica os gastos, para depois avaliar a necessidade de cada um e no final eliminar os que forem possíveis.

Grupo A (alimentação): aqui entram gastos básicos com alimentação como compras no supermercado, alimentação, gastos com almoços na empresa. Lembrando que aqui só entra apenas o básico com alimentação, nada que inclua vinhos caros e afins.

Grupo B (básicos): nesse caso são despesas obrigatórias que chamamos de gastos fixos como aluguel, conta de luz, água, gás e afins.

Grupo C (contornáveis): esses são gastos que trazem praticidade a nossa vida, mas não são estritamente necessários, muito pelo contrário, podem ser facilmente contornados. Como, por exemplo: pedir comida por aplicativo, fazer viagens com motoristas de aplicativo, assinatura de pacotes de internet e TV a cabo.

A ideia é que esses gastos fiquem enquanto for possível serem mantidos sem pesar no orçamento. Caso contrário, precisam ser cortados.

Grupo D (desnecessários): esses são os gastos que precisam sair do seu orçamento, pode ser tarifas de outros cartões e todos os outros que considere desnecessário.

Lembrando que o objetivo aqui é classificar os seus gastos. Tudo o que você gasta precisa estar em uma dessas categorias para que você possua resultados.

Depois de tudo organizado comece a se despedir dos gastos desnecessários e logo em seguida se for o caso também corte gastos do grupo “contornáveis”.

Você ainda faz dívidas novas?

Você ainda faz dívidas novas (Imagem> Blog.Americanflex)”  id=”17547″ src=”https://cdn.adtechpanda.com/d74bbb69-0664-4d9d-9404-ca868d81182d/undefined” class=”w-full sm:h-96 object-cover object-center border mx-auto uploadcare-image”/><figcaption class=Você ainda faz dívidas novas (Imagem> Blog.Americanflex)

Se você ainda faz novas dívidas está na hora de segurar o freio. Sua prioridade precisa ser pagar, mas se continuar gastando dinheiro com o que não é realmente necessário não vamos chegar a lugar algum mesmo tendo dicas para sair do vermelho.

Para ter sucesso na quitação das dívidas e até mesmo depois dela, é importante mudar hábitos e seguir com essa consciência em relação a sua vida financeira.

Tentações vão surgir pelo caminho, mas você precisa se manter na linha, não desista! Pague suas contas em dia e em hipótese alguma deixe atrasar uma parcela sequer.

Então para evitar novas dívidas não utilize cartão para parcelar, escolha sempre pagar à vista para não acumular mais dívidas. Aproveite para pedir descontos no pagamento em espécie. 

Você sabe investir seu dinheiro?

Você sabe investir seu dinheiro (Imagem: Andrebona)
Você sabe investir seu dinheiro (Imagem: Andrebona)

Existe portanto uma percepção principalmente atrelada aos brasileiros de que o investimento está ligado apenas a multimilionários. Por causa disso, muitas pessoas deixam o seu dinheiro em recursos de baixa rentabilidade como a poupança por exemplo, que perde muitas vezes para a inflação.

Existem grandes oportunidades para quem tem interesse em investir, o mercado é muito diversificado e mais rentável. Então aconselhamos que após normalizar suas dívidas repense sobre investimento e se informe.

Conclusão

Você sabe investir seu dinheiro (Imagem: JornaldeItu)
Você sabe investir seu dinheiro (Imagem: JornaldeItu)

Bons hábitos financeiros precisam ser aprendidos antes mesmo de se começar a ter o próprio dinheiro. Mas infelizmente, a educação financeira no Brasil é um assunto muito pouco difundido. Assim, muitas vezes só é aprendido no momento em que você está com dívidas até o pescoço.

Portanto, aqui preparamos 8 dicas para sair do vermelho e te mostrar que nunca é tarde demais para começar. Se gostou do texto não deixe de acompanhar nossos conteúdos recomendados. 

5 dicas para iniciar seu controle financeiro

Agora que tal começar um controle financeiro para ter uma melhor qualidade de vida? Imagine só ter tudo controlado? Veja como fazer

Sobre o autor

Heloisa Trindade

Sou Heloisa Trindade, jornalista pelo DRT 1424/MS de Campo Grande, formanda em publicidade e propaganda pela Estácio de Campo Grande, redatora e produtora de conteúdo há 4 anos. Minha paixão por ler e escrever veio desde criança, por influência da minha mãe. Em meio a uma crise financeira, descobri que poderia usar a minha paixão para produzir renda e foi então que iniciei com meus primeiros blogs. Meu objetivo é entregar sempre conteúdos verídicos, de qualidade e informação aos nossos leitores.

Revisado por

Tathiane Mantovani

Editor(a) sênior

Em Alta

content

Recomendador Senhor Panda – Conheça a conta Ame Digital

Já ouviu falar na conta Ame Digital? Totalmente gratuita e com cartão de crédito. Veja agora porque essa é a conta que você está procurando.

Continue lendo
content

Cartão de crédito Nubank Ultravioleta: o que é o Nubank Ultravioleta?

O cartão Nubank Ultravioleta tem cobertura internacional e conta com um programa de cashback exclusivo. Confira aqui todas as suas vantagens!

Continue lendo
content

Empréstimo Meu Tudo Consignado: como funciona

Saiba como o empréstimo Meu Tudo Consignado pode te ajudar a se livrar das dívidas com taxa de juros reduzidas e prazo de pagamento estendido.

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Conheça o Escola Educação

Quer ter destaque profissional para ter sucesso na sua carreira? Saiba como a plataforma Escola Educação pode te ajudar.

Continue lendo
content

Como ganhar dinheiro com artesanato

Se você adora fazer artesanato, que tal transformar seu hobby em renda extra? Continue a leitura deste texto e confira como fazer isso.

Continue lendo