Listas

Os 15 brasileiros ricos que perderam quase tudo

É preciso ter cuidado ao ganhar muito dinheiro para não gastar à altura. Descubra quem são os 15 brasileiros ricos que perderam quase tudo.

Anúncios

por Priscila de Cassia

11/05/2020 | Atualizado em 02/07/2022

Saiba quem do nosso país faliu mesmo ganhando muito

Conheça os brasileiros ricos que perderam quase tudo. Fonte: Pexels.
Conheça os brasileiros ricos que perderam quase tudo. Fonte: Pexels.

Tornar-se uma pessoa rica, podendo morar em belas casas, ter incríveis carros e conquistar tudo o que sempre sonhou, faz parte da lista de desejos da grande maioria das pessoas. Todavia, a verdade é que são poucos aqueles que chegam lá. Neste aspecto, é necessário tomar muito cuidado, pois há uma enorme diferença entre pessoas que têm dinheiro e pessoas ricas. Isto porque existe muita gente que conseguiu faturar uma bela bolada, mas também conseguiu gastar à altura. Se você deseja saber quem do nosso país faliu mesmo ganhando muito, leia, então, o nosso texto e descubra quem são os 15 brasileiros ricos que perderam quase tudo.

Anúncios

Quais são os 15 brasileiros ricos que perderam quase tudo?

Confira as celebridades que perderam muito dinheiro. Fonte: Pexels.
Confira as celebridades que perderam muito dinheiro. Fonte: Pexels.

1. Garrincha

Antes de falarmos dos brasileiros ricos que perderam quase tudo e que estão vivos, convivendo com a sua crítica situação financeira, que tal relembrarmos de alguns que já se foram e deixaram para trás dívidas a seus herdeiros?! Um deles, por exemplo, é o jogador de futebol Garrincha, que fez milagres nos campos, assim como em sua vida financeira. Afinal, só só pode ser milagre conseguir ganhar tanto dinheiro e, ainda assim, perdê-lo.

Vítima de cirrose hepática, Garrincha foi à óbito na cidade do Rio de Janeiro no dia 20 de janeiro de 1983. Contudo, o eterno “anjo das pernas tortas” do Botafogo e da seleção brasileira morreu praticamente falido. Ele perdeu dinheiro de todo jeito possível: enganado por empresário, mulheres e bebida. No fim da vida, estava sem nada e vivia da ajuda de amigos.

Anúncios

2. Chico Anysio

Na lista dos maiores comediantes do Brasil, não tenha dúvidas de que encontrará o nome de Chico Anysio. No entanto, muito se engana você que pensa que o eterno professor da “Escolinha do Professor Raimundo” está presente apenas na lista dos humoristas, pois ele também se encontra na nossa de brasileiros ricos que perderam quase tudo.

Falecido em 23 de março de 2012 aos 80 anos de idade, Chico Anysio deixou de herança enormes dívidas e não fortuna, como era de se imaginar. Segundo Malga di Paula, viúva do humorista, Anysio se endividou em decorrência de um vício um tanto quanto inusitado: cavalos.

Ele chegou a ter 300 animais, sendo que o custo para alimentar cada um era de R$1.500/mês. Fora isso, o comediante tinha outras despesas, tais como pensão de ex-mulher, mesadas dos filhos e netos. Para arcar com todos os seus custos, Anysio acabou vendendo tudo que a gente tinha, gastou todo o dinheiro que tinha aplicado, pegou empréstimos e adquiriu um monte de dívidas que ficaram, após a sua morte, para os herdeiros.

3. Reginaldo Rossi

Quem não se lembra do cantor Reginaldo Rossi e seu eterno hit “garçom, aqui, nessa mesa bar, você já cansou de escutar centenas de casos de amor”, não é mesmo? Infelizmente, o artista faleceu em 20 de dezembro de 2013 em decorrência de um câncer de pulmão descoberto tardiamente. Mas você sabia que ele também faleceu pobre, deixando para trás várias dívidas? Pois é!

Segundo revelou seu filho, Roberto Rossi, o rei do brega morreu sem dinheiro e com dívidas devido ao vício em jogo. O herdeiro, que hoje trabalha como motorista de Uber para sobreviver, afirmou que se surpreendeu com a ausência de fundos após a morte do cantor. “Quando meu pai faleceu, eu e minha mãe buscamos nas contas, mas não tinha nada, nada, nada”, disse.

4. Eliana Tranchesi

Um dos maiores impérios do mercado da moda brasileira foi a Daslu, loja de artigos de luxo da cidade de São Paulo, a qual foi considerada por um bom tempo o “Templo do Luxo” ou “Meca dos Estilistas”. Quem estava por trás dele desde anos 80 era a proprietária Eliana Tranchesi, cuja vida tornou-se capa de revista tantos pelo lado positivo, como pelo negativo.

Pelo lado positivo, Eliana Tranchesi foi quem comandou a expansão da empresa. Com um investimento de duzentos milhões de reais, abriu em 2005 a Villa Daslu, uma enorme loja de 17.000m² e cujo faturamento anual chegava a 400 milhões de reais.

Já pelo lado negativo, a vida da empresária foi cheia de escândalos que envolveram desde a Receita Federal até à sua prisão, sendo condenada à pena máxima de 94,5 anos por formação de quadrilha, falsidade ideológica e descaminho tentado e consumado – importar ou exportar mercadoria lícita sem os devidos pagamentos de impostos. Por consequência desta denúncia, Tranchesi crava de vez o seu nome na lista dos brasileiros ricos que perderam quase tudo. A mesma faleceu em 2012 em decorrência de um câncer no pulmão.

5. Dr. Luiz Roberto Silveira Pinto

Dr. Luiz Roberto Silveira Pinto é, provavelmente, um dos nomes da nossa lista dos brasileiros ricos que perderam quase tudo mais desconhecidos; no entanto, sua história ganhou manchetes nos jornais. Fundador do grupo Samcil, o então presidente da operadora de planos de saúde cometeu um suicídio ao se desesperar com sua situação financeira.

Com uma dívida de aproximadamente R$330 milhões, o grupo Samcil buscou resolver o endividamento se desfazendo de parte do patrimônio. Sua expectativa era levantar cerca de R$ 130 milhões; no entanto, não houve compradores para os hospitais que estavam sendo ofertados. Fora isso, o faturamento do grupo teria caído vertiginosamente, o que também preocupava o empresário. Diante caótica desta situação financeira, Luiz Roberto Silveira Pinto, aos 75 anos, comete suicídio no dia 4 de abril de 2011.

6. Ximbinha

Agora que já relembramos a história dos 5 brasileiros ricos que perderam quase tudo e acabaram morrendo quebrados, vamos falar então dos que estão vivos, convivendo com uma situação financeira bastante crítica. E o primeiro nome da nossa lista você conhece: o cantor Ximbinha, ex-vocalista do grupo de sucesso Calypso.

Definitivamente, Ximbinha não está em seu melhor momento. Segundo o portal ‘Extra’, o cantor tem uma dívida de aproximadamente R$ 500 mil só para um dos bancos onde mantém conta. O montante corresponde a dois empréstimos que o artista possui em seu nome, sendo um no valor de R$ 200 mil e outro de R$ 300 mil. Além disso, Ximbinha deve para uma incorporadora cerca de R$ 130 mil e existem os protestos de títulos por conta de quatro cheques sem fundo, cujos valores somam R$ 4,9 mil. Que situação para o cantor!

7. Belo 

No passado, o cantor Belo já passou por poucas e boas. Em 2003, o pagodeiro foi condenado a seis anos de prisão, sendo que cumpriu quatro deles, por tráfico de drogas e associação para fins de tráfico, mas ele deu a volta por cima e hoje é considerado um dos maiores artistas populares brasileiros. No entanto, o que você jamais iria imaginar é que o Belo, mesmo depois de ter superado diversas dificuldades em sua vida pessoal, hoje se encontra em mais uma nova: a sua crítica situação financeira.

Com dívidas milionárias, chegando a dever R$7 milhões ao ex-jogador Denílson, Belo provavelmente deve estar em uma das piores crises financeiras de sua vida. Por conta desta dívida, o seu salário, assim como seus bens, estão penhorados até quitar tudo que deve ao ex-atleta.

A situação do cantor está tão crítica que ele, juntamente com a sua mulher Gracyanne Barbosa, sofreu ação de despejo da casa onde morava em Moema, bairro de alta classe da cidade de São Paulo. Em ação que corre na 5ª Vara Cível do Jabaquara (zona sul de São Paulo), o proprietário pede para que Belo pague o valor de R$ 184 mil referente às contas atrasadas de aluguéis, IPTU, água e luz, além de indenização pelos estragos do imóvel.

8. Dedé Santana

Quem viveu os anos 80 e 90, jamais se esquecerá do quarteto formado pelos “Os Trapalhões”, cuja risada era garantida. Não à toa, o programa fez um enorme sucesso, deixando todos os seus integrantes ricos e famosos. Infelizmente, hoje restam vivos apenas 2 dos 4, que são o Renato Aragão e o Dedé Santana. O primeiro colhe bons frutos desta época até hoje, mas já o segundo…

Apesar de ter colhido bons resultados financeiros na época do “Os Trapalhões”, Dedé Santana enfrenta uma situação econômica pessoal bastante complicada por conta de erros que cometeu no passado. De tão complicada que o ex-Trapalhão, que acabou de completar 84 anos, recebe uma ajuda financeira do seu antigo colega de trabalho, Renata Aragão. Por exemplo, o seu amigo o ajuda a pagar o plano de saúde, o que não é nada barato tendo em vista à sua idade avançada. Que triste, né?

9. Adriano Imperador

Se tem um jogador que adora esbanjar, ele é, com certeza, o Adriano Imperador. Desde personalizar carro de luxo com ‘marca registrada’ até exibir a sua mansão nas redes sociais, o ex-atleta não poupa esforços para mostrar sua vida de luxo. No entanto, como diria o ditado, “quem vê cara, não vê coração”. No caso do Adriano Imperador, está mais para “quem vê redes sociais, não vê a situação financeira”.

Com a comparação feita, já deu para entender que o Adriano Imperador é mais um brasileiro rico que perdeu quase tudo, né? Apesar de ter feito fortuna nos anos em que jogou na Europa e no Flamengo, o ex-jogador está com problemas financeiros, precisando vender alguns de seus patrimônios, tais quais uma lancha negra, que era muitíssimo bem avaliada, e sua antiga mansão em Milão.

Além disso, emprestou seu jatinho avaliado em R$ 3,5 milhões para o cantor Alexandre Pires para não ter que arcar com a despesas mensais da aeronave. Ou seja, definitivamente o Adriano Imperador está longe de estar em seu melhor momento financeiro…

10. Emerson Fittipaldi

A fórmula 1 é um dos campeonatos esportivos que mais rendem dinheiro a seus atletas. Não à toa, não é incomum se deparar com casos de pilotos multimilionário, como é o caso de Lewis Hamilton, considerado um dos maiores salários do mundo do esporte.

O que é estranho, no entanto, é ver casos de pilotos campeões indo à falência – e é justamente isso que está acontecendo com Emerson Fittipaldi. O bicampeão mundial de F-1 contraiu uma dívida de mais de 550 mil reais e, por conta desse problema financeiro, teve suas contas bloqueadas. E o que mais assusta nisso tudo: todas elas estavam zeradas!

Chegamos à reta final da nossa lista de brasileiros ricos que perderam quase tudo, mas ainda há muito por vir! Entre os próximos nomes, estão empresários famosos, artistas, ex-proprietários de grandes empresas e até um ex-jogador da seleção brasileira. Confira!

11. Ronaldinho Gaúcho

No início do ano de 2020, Ronaldinho Gaúcho, ex-jogador da seleção brasileira, envolveu-se em um enorme escândalo no Paraguai junto com o seu irmão Roberto Assis, onde estavam portando passaportes falsos, indo os dois à prisão. Em decisão do juiz Gustavo Amarilla, mediante o pagamento de 1,6 milhão de dólares de fiança, a dupla foi solta da Agrupación Especializada de Assunção, onde estavam detidos, e foram transferidos para o Hotel Palmaroga, escolhido pela acusação.

Ao ter que desembolsar esta quantia milionária para ser solto, Ronaldinho Gaúcho cravou de vez o seu pé na falência, que já estava por um triz. Meses antes de ser preso no Paraguai, já havia notícias de que o ex-jogador estava na pior. Segundo o jornal Folha de São Paulo, ele está com 57 imóveis bloqueados, sendo 4 deles penhorados, pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul.

A decisão da Justiça foi uma tentativa de fazer com que o jogador pagasse uma multa ambiental de R$ 9,5 milhões devido a uma obra sem licença ambiental realizada em seu sítio, no Rio Grande do Sul. Além disso, Gaúcho tem R$ 7,8 milhões em protestos em 3 cartórios de Porto Alegre. Ou seja, se a situação do ex-atleta já estava crítica antes de ter sido preso, imagine, então, agora como é que ela está…

12. Valesca Popozuda

Embora negue que esteja falida, Valesca Popozuda faz parte do grupo de brasileiros ricos que perderam quase tudo. Como diriam alguns, falar até papagaio fala, mas contra provas não há argumentos – e é justamente este o caso da funkeira de sucesso.

Recentemente, Valesca Popozuda deixou o Recreio, área nobre da cidade do Rio de Janeiro, e foi morar no bairro da Abolição, no subúrbio carioca. Foi a partir desta mudança repentina que começaram as notícias de que a funkeira estaria falida. Antes do coronavírus pausar a agenda de shows dos artistas, já se notava que Valesca não tinha shows marcados.

Segundo o jornal “Extra”, por conta deste crítico momento de sua carreira, ela precisou abaixar o valor de seu cachê, mas, ainda assim, estava enfrentado dificuldade em achar contratantes. Será que o cenário irá mudar depois que essa crise sanitária passar e a agenda de shows voltar ao normal?

13. Irmãos Civita

Na verdade, neste caso, não se trata de uma única pessoa, mas sim duas: Roberto e Richard Civita, ex-proprietários do Grupo Abril, o qual foi herdado pelo seu pai e fundador, Victor Civita. Por consequência da má administração e qualidade editorial duvidosa dos irmãos Civita, o Grupo Abril, que já figurou entre os maiores na América Latina, correu o sério risco de fechar as portas.

O desastre administrativo dos herdeiros do Grupo Abril levou a uma situação de colapso financeiro, alimentado por dívidas e negócios malfeitos que resultaram em prejuízos milionários e centenas de demissões. Em 19 de julho de 2018, os irmãos Civita deixaram o comando do Grupo Abril, e, no mês seguinte, a empresa anunciou seu pedido de recuperação judicial após acumular dívidas no valor de R$ 1,6 bilhão. Com tudo isso, não haveria como Roberto e Richard Civita não estarem na nossa lista de brasileiros ricos que perderam quase tudo.

14. Edemar Cid Ferreira

Edemar Cid Ferreira é um economista e banqueiro brasileiro, notado principalmente por ter sido dirigente do Banco Santos. Na época em que era dono da instituição bancária, o empresário conseguiu erguer uma boa fortuna, mas que não durou muito tempo em sua mão. O mesmo perdeu grande parte de seu patrimônio após ter sido preso em 2006 por gestão fraudulenta e crimes financeiros, o que teria levado a entidade que estava sob o seu comando à falência.

Após deixar perdas de cerca de R$ 1 bilhão, o ex-dono do Banco Santos teve seus bens penhorados, sendo sua antiga mansão de pouco mais de 8000 m² recentemente arrematada por R$ 27,5 milhões. Segundo o advogado Pedro Amorim, diretor da empresa D1 Lance Leilões, responsável pelo certame da mansão, a casa do ex-banqueiro tem um valor simbólico para a massa falida do banco Santos, que agora espera o leilão da carteira de créditos do banco avaliada em R$ 3 bilhões.

15. Eike Batista

Quem não conhece a história do Eike Batista, não é mesmo?! O empresário, que foi considerado o sétimo homem mais rico do mundo com uma fortuna avaliada em US$ 30 bilhões pela Forbes em 2012, perdeu praticamente todo o seu patrimônio, sendo que uma de suas empresas, a mineradora MMX, foi decretada falida pela Justiça do Rio de Janeiro recentemente.

Mas qual foi, então, o motivo de sua derrocada? Resultados de suas empresas foram menores que o esperado. A OGX, seu projeto de companhia de petróleo, saiu do papel produzindo apenas 25% do que a própria empresa esperava. Com isso, as suas outras empresas, que eram todas dependentes entre si, também entregaram resultados insatisfatórios. Diante desta situação, o mercado acionário derreteu os valores das empresas de Eike, fazendo com que o empresário perdesse 90% de sua fortuna em pouco mais de um ano.

Com o Eike Batista, encerramos a nossa lista dos brasileiros ricos que perderam quase tudo. O que é justo, aliás, considerando que ele faz parte do seleto grupo das pessoas que já conquistaram o título da mais rica do nosso país. Que final, não é mesmo?! Ou será que essa história terá uma reviravolta a la Donald Trump, que superou 4 falências e hoje é o presidente dos Estados Unidos?

Conheça 12 bilionários com negócios no Brasil

O Brasil tem sido um ótimo território para o dinheiro do exterior, o que atrai vários ricos que desejam investir a sua fortuna. Saiba mais aqui!

Sobre o autor

Priscila de Cassia

Formada em administração de empresas e auditora fiscal, é redatora freelancer desde 2016 para cultivar o seu hobby pela escrita e para fazer renda extra. Atualmente, escreve sobre vida financeira, cartões de crédito, milhas aéreas e viagens, além de curiosidades em geral.

Revisado por

Tathiane Mantovani

Editor(a) sênior

Em Alta

content

Empréstimo Bom pra Crédito ou empréstimo Banco Paraná: qual o melhor?

O empréstimo Bom pra Crédito ou empréstimo Banco Paraná oferecem ótimas condições de crédito, por isso podem te ajudar a resolver sua vida financeira.

Continue lendo
content

Conheça o cartão de crédito Epa

Quer fazer compras com descontos e parcelamento exclusivo? Então, conheça neste post o cartão de crédito Epa e saiba como isso é possível!

Continue lendo
content

Vantagens do cartão de crédito C6 Bank

Conheça agora todas as principais vantagens do cartão c6 bank e descubra se esse cartão revolucionário pode ser uma opção atraente para você.

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Como solicitar o cartão Ricardo Eletro

Saiba como solicitar o cartão Ricardo Eletro. Confira as principais formas caso você queira aplicar para esse cartão!

Continue lendo
content

Cartão EuroBic Gold ou Cartão Caixa Gold: qual o melhor?

Apesar de muito parecidos, os cartões de crédito EuroBic Gold e Caixa Gold possuem algumas diferenças, como o limite de crédito e a possibilidade de isentar a anuidade. Quer saber qual dos dois escolher? Então, siga a leitura e descubra!

Continue lendo
content

Conheça o cartão Stream pré-pago

Você conhece o cartão Stream pré-pago? Ele é um produto financeiro português exclusivo para jovens até 20 anos e, ainda, oferece descontos em combustíveis. Leia este post e saiba tudo sobre este cartão.

Continue lendo