Carros

Mico total: Conheça os 15 piores carros vendidos no Brasil

Anúncios

piores carros vendidos no Brasil

Falar sobre automóveis não é algo simples, há muitas preferências e particularidades, mas a gente tenta. Prova disso é a mais nova lista produzidas por nós do Senhor Carros que contém nada menos do que os 15 piores carros vendidos no Brasil. 

Além de ser apaixonado por carros o brasileiro está cada vez mais exigente quando o assunto é automóvel. Uma matéria da Época Negócios mostrou que a maioria das marcas de carros caíram no ranking de satisfação de compras.

A lista de hoje leva em consideração os mais diferentes aspectos como qualidade – ou a falta dela em motor, câmbio, peças, lataria, projeto e muitos outros componentes dos modelos da lista. 

Será que alguns dos piores carros produzidos é um dos seus favoritos? Para saber você vai precisar continuar a leitura. Bora lá?

Anúncios

Os 15 piores carros vendidos no Brasil

Saiba agora quais são os piores carros vendidos no Brasil. 

15. Fiat Marea

Alvo de muitas brincadeiras o Marea não poderia faltar nessa lista. Hoje o modelo é um exemplo de carro que ninguém quer comprar e é uma pedra no sapato de quem revende carros. 

Fiat Marea
Fiat Marea

O modelo teve diferentes variações de motor sendo oferecido com propulsores 1.6; 1.8 e 2.0 e até mesmo versões turbos. Entretanto o carro apresentava uma série de problemas mecânicos. Isso sem falar nos casos de modelos que pegaram fogo.

Hoje não é difícil encontrar memes que o mostrem pegando fogo. O Marea saiu de linha em 2007 dando lugar para modelos como Linea e Punto. 

Anúncios

14. Daewoo Espero

Comercializado no Brasil com motor 2.0 e equipado com itens de série o Daewoo Espero chegou por aqui em meados de 1994 com três versões diferentes e repleto de itens de série para conquistar o consumidor brasileiro. 

Daewoo Espero
Daewoo Espero

Entretanto alguns fatores pesaram contra o veículo sendo os principais a ausência de concessionário e a alta taxa de importação. Isso rapidamente fez com que o modelo fosse rejeitado e ganhasse a pecha de um dos piores carros vendidos em território nacional. 

Hoje quem tem um Daewoo Espero dificilmente consegue se livrar dele.

13.  Volkswagen Polo 1.0

O Polo é um modelo que recebeu muitos elogios e recentemente recebeu uma reestilização total tornando-o um carro mais do que atrativo para se ter na garagem.

Em uma ação de tentar popularizar o modelo no ano de 2003 a Volkswagen produziu o modelo com um motor 1.0 16V com 79 cavalos. Masa baixa potência não agradou nem um pouco o consumidor brasileiro. 

Volkswagen Polo 1.0
Volkswagen Polo 1.0

Assim o Polo 1.0 saiu de linha no mesmo ano e hoje é considerado não apenas um dos piores carros já vendidos por aqui, como tem fama de ser ruim de revenda. 

12. EcoSport 1.0

E já que estamos falando de carro com motor fraco é impossível não citar o EcoSport 1.0. 

Lançado no ano de 2003 e apelidado de jipinho na época o EcoSport vendeu mais de 25 mil unidades em se primeiro ano de vida e era oferecido com três opções diferentes de motor: 1.0 de 8v com supercharger; 1.6 e 2.0. 

EcoSport 1.0
EcoSport 1.0

Devido ao seu peso a versão com motorização 1.0 foi durante atacada pelos consumidores e pela mídia especializada da época sendo retirada de linha posteriormente. A exemplo do Polo 1.0 a revenda do EcoSport com esse tipo de motorização é penosa.  

11. Mercedes Classe A

O Classe A deu o ar da graça pela primeira vez em meados de 1997 no Salão de Genebra, mas só começou a roda no Brasil em 1994. Com o passar dos anos o modelo foi descontinuado na Europa em 2004 e seu fim foi decretado por aqui em 2005. 

Mercedes Classe A
Mercedes Classe A

Mas porque o Classe A era ruim? Não é um Mercedes? Pois é! No começo o modelo teve ótimos números de vendas. Entretanto problemas mecânicos aliado aos altos valores da mão de obra especializada tornaram o pequeno uma opção pesada para o bolso. 

Com o passar dos anos o modelo foi caindo no esquecimento. Hoje é lembrado com carinho por uns e como um dos piores carros vendidos no Brasil por outros. 

10. Fiat Linea

Como citamos anteriormente o Linea entrou com um substituto para o pouco desejado e problemático Marea. 

No entanto o modelo não teve o destaque esperado e um dos motivos principais foi seu problemático câmbio Dualogic. 

Fiat Linea
Fiat Linea

O modelo que foi lançado em setembro de 2008 teve seu fim decretado em janeiro de 2017 de modo conjunto a muitos outros modelos da marca, como foi o caso do Bravo, Freemont e Idea, por exemplo. 

9. Peugeot 408

O Peugeot 408 teve um marketing agressivo por parte da montadora francesa tendo inclusive seu visual usado na Stock Car entre as temporadas 2007 e 2009. Embora fosse um carro bem equipado tinha modelos mais atrativos como rivais diretos em vendas. 

Peugeot 408
Peugeot 408

Nessa época a montadora francesa não gozava de confiança dos brasileiros e o modelo foi uma justificativa para a falta de confiança dos brasileiros. O 408 apresentava alguns problemas de câmbio que eram difíceis e caros de solucionar. 

No ano de 2019 já com baixos números de venda, o modelo saiu de linha junto com seu irmão menor – o Peugeot 308.

8. Chery Celer

O Celer é mais um modelo que não agradou os brasileiros. No mercado desde 2013 o carro já ganhou variações de design e motor e mesmo assim segue sendo considerado ruim.

Chery Celer
Chery Celer

Embora o design salte aos olhos em um primeiro momento, o acabamento de má qualidade e o pós-venda fazem dele um veículo ruim. Se somarmos a isso o fato do preconceito enraizado sob os modelos chineses, muitos irão chamar o Celer de ruim de maneira direta.

O Celer é um exemplo clássico de carro e casamento. Ao comprar o proprietário literalmente casa com ele. 

7. Jac J3

Aqui temos outro exemplo clássico de carro chinês cuja qualidade é duvidosa. 

A Jac Motors deu início às suas atividades no Brasil em 2010 com alguns modelos específicos e entre eles estava o Jac J3 que concorria com o também chinês e recém-citado Celer. Além de modelos consagrados como o Renault Sandero

Jac J3
Jac J3

Embora contasse com itens de série como forma de agradar os consumidores,o acabamento era muito ruim e o pós-venda um horror: O resultado rejeição e má fama. 

6. Peugeot Hoggar

Além de ser ruim a pequena picape da montadora francesa era um tanto quanto ambiciosa, afinal tentou entrar no mercado dominado pela Saveiro e pela Strada. Dentre os que compraram o modelo a maioria se arrependeu. 

Peugeot Hoggar
Peugeot Hoggar

Além de um conjunto óptico frontal pra lá de duvidoso em termos de beleza a Hoggar contava ainda com uma suspensão frágil e motor que não aguentava o tranco na hora de andar com bastante carga. 

Experts afirmam que a falta de experiência da montadora no segmento de picapes colaborou para que o modelo seja considerado até hoje um dos piores carros vendidos no Brasil. 

5. Citroen AirCross

O Citroen AirCross é um clássico caso de modelo ruim e bom. Embora soe meio confuso vamos tentar explicar o que isso quer dizer. 

O modelo mescla características de diferentes segmentos e esse é o seu maior diferencial. Mas isso foi literalmente um tiro no pé. O AirCross não pode ser considerado nem um SUV nem um monovolume. Assim acaba por desagradar a todos. 

Citroen AirCross
Citroen AirCross

A mistura errônea de categorias fez com que o modelo tenha faltas e excessos de itens e acessórios ao mesmo tempo. Não por acaso veio parar nesse ingrata lista. 

4. Gol 1.0 16V

Embora não seja mais líder de vendas, o Gol é um sucesso de mercado para o qual todos temos que tirar o chapéu. 

No entanto duas versões em especial são consideradas horrorosas: A 1.0 16V e a 1.0 16V turbo e o motivo pelo qual eram consideradas ruins é justo.

Gol 1.0 16V
Gol 1.0 16V

Ambos os motores apresentavam uma falha específica na polia de comando de válvulas com variador de fase. Isso levava a necessidade de uma retifica de cabeçote. 

A reclamação e a repercussão negativa foram tão grandes que a Volkswagen ao invés de tentar aperfeiçoar os motores optou por tirá-los de linha. Compreensível, não é mesmo?

3. Chevrolet Agile

Poucos notam, mas o Agile teve vida curta, ficando no mercado “somente entre os anos de 2009 e 2013. Os problemas começaram ainda no projeto que não disponha de grandes quantidades de dinheiro.

O Hatch foi concebido durante a crise econômica mundial de 2008 que atingiu a GM em cheio. Consequentemente a Chevrolet também foi afetada.

Chevrolet Agile
Chevrolet Agile

O modelo contava com a plataforma 4.200. Já antiga e herdada da primeira geração do Corsa. Isso naturalmente fez com que o Agile ganhasse uma arquitetura ultrapassada que impunha uma posição desconfortável para o motorista. 

Além disso a altura da carroceria era elevada o que causava estabilidade. E pra completar, ainda podemos dizer que o design nunca foi unanimidade. Assim, 

A arquitetura ultrapassada impunha uma posição de dirigir desconfortável, enquanto a altura elevada da carroceria prejudicava a estabilidade. E o design nunca foi uma unanimidade.

2. Chery QQ

O Chery QQ causou enorme rebuliço em seu lançamento no longínquo ano de 2011. O chinês tinha uma grande quantidade de itens de série e era vendido por cerca de R$ 23 mil. Mas o baixo custo literalmente tinha seu preço. 

Chery QQ
Chery QQ

O motor era frágil, o acabamento deixava bastante a desejar e embora tivesse airbag e freios ABS muitos proprietários que se acidentaram com ele afirmavam que o modelo não era tão seguro quanto a montadora dizia.

Embora tenha passado por uma reformulação, a baixa qualidade do modelo fez as vendas diminuírem com o passar dos anos até que em 2019 a montadora resolveu tirá-lo de linha. 

1. Renault Symbol

O Symbol não tem problemas muito graves. A chave de ser considerado um modelo ruim é a sua concepção, afinal o modelo foi construído todo em cima do seu irmão mais novo o Renault Clio que já era ultrapassado. 

Renault Symbol
Renault Symbol

A antiga arquitetura pesou principalmente na falta de espaço e no design que agradou a poucos. Alguns proprietários relatam que o desenho do modelo era ruim, pois era um pouco instável nas estradas. 

E para piorar a situação o “sedã” ainda sofreu concorrência interna da primeira geração do Logan que era mais bonito, espaço e barato. Não teve jeito o Symbol ficou marcado como um carro ruim. 

Conclusão

Assim chegamos ao final da lista dos 15 piores carros vendidos no Brasil. Na sua opinião existe algum modelo que deveria ter sido citado e não foi? Caso positivo, qual é esse modelo? Deixe um comentário contando pra gente. 

Pensando ainda em te ajudar a fazer boas escolhas que tal conferir outra lista pra lá de interessante? 

Separamos para você uma lista completa daqueles com os hatches que são fracassos de vendas no Brasil em 2020. Para saber quais são é só clicar no botão abaixo. 

Em Alta

content

Empréstimo Crefisa: como funciona

Saiba como funciona o empréstimo pessoal Crefisa. Ele é ideal para negativados, tem fácil solicitação e até 12 meses para pagar o valor do crédito.

Continue lendo
content

Programa de acompanhamento financeiro do Dinheirama

O programa de acompanhamento financeiro do dinheirama tem por função ajudar pessoas que não sabem lidar com o dinheiro. Confira!

Continue lendo
content

Como solicitar cartão Corinthias BMG

Quer aprender a solicitar o cartão Corinthians BMG com cobertura internacional, programa de cashback e conta digital exclusiva? Confira!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Cartão de crédito Bradesco Exclusive: como funciona

Conheça o cartão de crédito Bradesco Exclusive, que oferece atendimento especial, além de benefícios, como seguro viagem, programas de recompensa e possibilidade de isenção da anuidade. Veja mais detalhes aqui!

Continue lendo
content

Como solicitar o cartão Cencosud

Comece 2021 com um cartão de anuidade baixa, cobertura internacional e os benefícios da bandeira Visa. Descubra como solicitá-lo no texto a seguir.

Continue lendo
content

Confira algumas sugestões para aumentar o seu score de crédito rapidamente

Um score de crédito abaixo na média pode ter um grande impacto na sua saúde financeira. Se você está em busca de maneiras para melhorar a sua pontuação, saiba que elas existem, e não são tão desafiadoras como você imagina. Confira!

Continue lendo