Siga nas Redes Sociais

Dinheiro

Sintomas de Demência: confira a seguir informações para identificar este problema de saúde

Por

Luigi C. 

| Publicado em

Geralmente a demência tem diversos sintomas, que são uma forma do corpo avisar que tem algo de errado. A pessoa que está passando por um problema de saúde desta natureza, às vezes não consegue perceber o que está acontecendo. Por isso, precisa de ajuda de outra pessoa.

Se você acha que alguém próximo, ou até mesmo você esteja com sinais de que alguma coisa está diferente e parece estranha com sua mente, veja estas dicas e tenha uma ideia se o problema existe ou não.

Faz-se necessário ressaltar desde já que o stress e má alimentação também podem favorecer problemas com a memória, mas neste caso são dificuldades passageiras.

Sintomas de Demência: confira seguir informações para identificar este problema de saúde. Imagem: Freepik.com
ANÚNCIOS

O que é demência?

Antes de mais nada, é preciso que você entenda o que significa demência.

Basicamente, demência trata-se de uma condição. E refere-se a uma série de sintomas que levam a um enfraquecimento progressivo do funcionamento mental de um indivíduo.

Ela também pode advir de várias doenças, sejam fisiolóǵicas ou genéticas. Ou também, que estejam relacionadas a outros fatores, como Alzheimer ou uma derrame cerebral, por exemplo.

A demência, conforme afirmamos acima, também é bastante influenciada por nossos hábitos. Estresse, alimentação e exercícios precisam ser avaliados.

Em outras palavras, é um termo bem abrangente relacionado a perda de memória, capacidade de raciocínio, capacidade intelectual. Além de habilidades sociais e reações emocionais.

Quando uma pessoa passa a ter demência, isso significa que algo está ocorrendo com os neurônios de sua mente de forma desordenada, gerando problemas relacionados à:

  • Memória
  • Coordenação motora
  • Fala
  • Aprendizagem
  • Rotinas cotidianas
ANÚNCIOS

O que pode causar demência?

A demência, como percebemos, ocorre quando o cérebro perde determinadas funcionalidades. Como afeta áreas da memória, pensamento, fala, planejamento, comportamento e até mesmo julgamento, a pessoa torna-se incapaz de cuidar de si mesma e a situação só se agrava com o tempo.

Os efeitos são degenerativos e irreversíveis.

A demência pode ser uma condição preexistente, como no caso de algumas doenças mentais, como:

  1. A Doença de Alzheimer
  2. Demência Vascular
  3. Doença de Parkinson
  4. Demência de Corpos de Lewy
  5. Demência Frontotemporal
  6. Doença de Huntington
  7. Demência provocada pelo álcool (Síndrome de Korsakoff)
  8. Doença de Creutzfeldt-Jacob

As causas, por sua vez, podem estar distribuídas, entre:

  • Fatores hereditários e genéticos
  • Biológicos, físicos e fisiológicos – como os acidentes cardiovasculares
  • Psicológicos – como a depressão
  • Ambientais – sociais e culturais
ANÚNCIOS

Como prevenir a demência?

Em termos gerais, para prevenir, busque sempre manter hábitos de vida saudáveis e procure ter a mente ativa, com leituras e jogos educativos.

Mas, na prática, o que isso quer dizer?

ANÚNCIOS

Exercite-se regularmente

Realizar exercícios aeróbicos, de resistência ou até mesmo de equilíbrio são bastante eficazes na prevenção da demência.

Exercitar-se de três a cinco vezes na semana por apenas 30 minutos já é extremamente benéfico para sua saúde.

Para os idosos que não possuem problemas de mobilidade, é importante realizar caminhadas rotineiras, como idas ao supermercado, utilização de escadas, caminhadas ao ar livre aos finais de semana, etc.

Além de utilizar a capacidade motora também estão treinando a memória. E, evitando o sedentarismo.

ANÚNCIOS

Tenha uma dieta rica em ômega-3

De acordo com um estudo realizado em mais de 17,4 mil pessoas (na idade média de 64 anos) sobre hábitos alimentares, concluiu-se que uma dieta mediterrânea contribui para prevenir a demência.

Há uma contribuição de quase um quinto para evitar a deterioração mental. Um número bastante razoável!

O motivo? Essa dieta é rica em ácidos graxos ômega-3, o que auxilia demasiadamente na saúde do sistema nervoso e do cérebros. Além de contribuir para a preservação da memória.

Por isso, aposte em peixes, nozes e linhaça!

ANÚNCIOS

Não fume

Fumar não é bom para ninguém.

Mas, de acordo com dados da OMS, há um número significativo de casos de demência entre pessoas que fumam em comparação às que não fumam.

ANÚNCIOS

Beba álcool com moderação

Beber sem moderação gera um maior risco para demência. Isso porque o álcool causa maiores perdas no tecido cerebral. Principalmente nas áreas do cérebro responsáveis pela memória e processamento de informações visuais.

Por isso, beba com moderação.

ANÚNCIOS

Fique atento à diabetes, hipertensão e obesidade

Em um estudo realizado pela Alzheimer’s Disease International, conclui-se que pessoas com diabetes tipo-2 têm chances maiores de desenvolver demência.

Ademais, quem tem hipertensão e sofre de obesidade também corre maior risco de desenvolver demência.

ANÚNCIOS

Será que trata-se de demência?

É importante destacar que existem situações com sintomas semelhantes à demência. Como por exemplo, a falta de vitaminas e hormônios, depressão, superdosagem de remédios ou interações medicamentosas, além de infecções e tumores cerebrais.

Por este motivo, é essencial que realize-se um diagnóstico médico, assim que os primeiros sintomas apareçam, para garantir um tratamento mais assertivo.

Dito isso, confira a seguir os sintomas comuns de quem pode estar desenvolvendo algum tipo de demência:

ANÚNCIOS

1) Problemas de comunicação

A fala é uma capacidade que exige relações neurais altas e muita flexibilidade mental.

Com a idade, as células do corpo morrem, inclusive as cerebrais, que são os neurônios.

Quando este processo acontece de forma acelerada ou incomum, uma das primeiras áreas atingidas é justamente a comunicação, ou seja, a fala.

Portanto, um dos primeiros sinais de demência costuma ser a dificuldade em se comunicar, mesmo que um discurso simples.

Descrever um fato cotidiano ou dialogar torna-se uma tarefa árdua.

Este problema pode levar ao isolamento e depressão. Muitas vezes porque o indivíduo sente-se envergonhado, acha que tem algo errado consigo mesmo e não pensa que pode ser um sinal de alerta para algo mais sério.

Sintomas de demência: Problemas de comunicação. Imagem: Freepik.com

Por isso, preste atenção nas pessoas próximas. Para assim, evitar o avanço da doença e se precisar sempre procure ajuda.

ANÚNCIOS

2) Esquecer a função de objetos

A função dos objetos é uma memória muito mais enraizada do que a capacidade de lembrar-se de um número de telefone ou do seu CPF.

A mesma memória onde armazenamos informações sobre como andar de bicicleta, usar uma faca ou abotoar uma roupa é bastante primitiva, estando ligada ao nosso instinto de sobrevivência.

Um dos sintomas de demência é justamente esquecer a função de objetos.

O indivíduo não consegue mais realizar atividades rotineiras, como utilizar um garfo ou faca. Esse é um sinal claro que que a capacidade motora e a memória não estão funcionando apropriadamente.

Ressalta-se, contudo, que esquecer o funcionamento de algum eletrônico, ou o microondas, por exemplo, não se enquadra aqui. Isto pode ser em decorrente da própria idade e da perda de memória natural que ocorre com o passar dos anos. Ou pode ser simplesmente algo passageiro devido ao estresse.

Sintomas de demência: Esquecer a função de objetos. Imagem: Freepik.com

Entretanto, esquecer o funcionamento de alguns objetos mais simples e que fazem parte da rotina, pode ser muito constrangedor para quem passa por isto. Além de ser, neste caso um sinal de que algo está errado, seja passageiro ou não.

ANÚNCIOS

3) Começar a esquecer o nome de pessoas próximas

As nossas memórias, muitas vezes, são afetivas. Em outras palavras, relacionamos nossas lembranças com sentimentos e sensações.

Isso faz com que nossa memória seja mais seletiva. A mente seleciona o que será lembrado com base no que você sente ou pensa que é importante e útil.

Por isso, esquecer o nome de um vizinho ou colega, talvez não seja problema nenhum. É um processo de seleção natural do que se lembrar normalmente.

Começar a esquecer o nome de pessoas próximas. Imagem: Freepik.com

Por outro lado, o aborrecimento e outras emoções negativas também tem o poder acionar a memória e fazer com que você tenha uma memória mais afiada.

Esquecer-se do nome de pessoas próximas, como filhos ou cônjuges é um sinal de alerta e um claro sintoma de demência.

ANÚNCIOS

4) Perda da memória de curto prazo

Aqui já não estamos falando de números de telefone ou o que você comeu no almoço. Na verdade, trata-se de memórias mais triviais e que eram normalmente lembradas antes.

Como por exemplo, esquecer-se que falou com alguém ou que foi a um lugar recentemente. Este pode ser um sinal de alerta.

Perda da memória de curto prazo. Imagem: Freepik.com

Note que a diferença é sempre em relação entre coisas que a pessoa costumava lembrar, e que agora tem dificuldades.

Afinal, um lapso de memória não é necessária um problema cognitivo. Pode ser apenas uma distração ou, como já mencionamos, um sinal de estresse ou de depressão.

ANÚNCIOS

5) Confusão mental

A confusão mental é um sintoma comum em diversos transtornos. Mas, também é um sintoma de demência.

Ela se refere a dificuldade de pensar com clareza. Em outras palavras, o indivíduo tem dificuldade em seguir uma linha de raciocínio, troca palavras ou não consegue acompanhar um diálogo.

Confusão mental. Imagem: Freepik.com

Além disso, a confusão mental também se refere a situações em que a pessoa vai a algum lugar rotineiro e tem dificuldade de voltar. Ou então, se perde em rotas que fazia todos os dias.

ANÚNCIOS

6) Não compreender a ironia

Quando uma pessoa fala com ironia, ela não diz exatamente o que quer dizer, dá a entender o significado de suas palavras dentro de um contexto irônico.

Uma ironia que geralmente as pessoas utilizam é “fulano é um anjo” quando na verdade a pessoa está dizendo que a pessoa ou criança é sapeca.

Normalmente, é fácil para um adulto saudável entender com tranquilidade quando uma frase ou palavra está sendo dita com ironia.

Sintomas da demência: Não compreender a ironia. Imagem: Freepik.com

Entretanto, para alguém que esteja tendo falhas ou perda das funções neurais, essa capacidade de compreender a ironia começa a demonstrar deterioração, sendo um possível sinal de demência.

ANÚNCIOS

7) Perda da coordenação motora - quedas e tropeços

A coordenação motora é geralmente aprendida nas primeiras fases da vida quando ainda estamos crescendo.

Ela nos acompanha durante toda a vida em atividades simples ou mais complexas. Seja para caminhar, correr, limpar a casa ou desempenhar um esporte, precisamos utilizar estas habilidades que desenvolvemos ao longo de nosso crescimento.

Essa coordenação é realizada pelas sinapses de uma rede de neurônios e nervos espalhados pelo corpo.

Perda da coordenação motora - quedas e tropeços. Imagem: Freepik.com

Quando a mente começa falhar e o cérebro não consegue computar esses comandos, as quedas e tropeços começam a ocorrer em uma frequência maior do que o normal. Indicando um problema muscular, nervoso ou cerebral que pode estar associado à demência.

ANÚNCIOS

8) Comportamento inadequado ou incomum

Somos acostumados a tentar nos inserir no ambiente em que estamos, seja ele social ou familiar. Nós sempre procuramos nos comportar de forma considerada aceitável para se manter no grupo,. Isto é perfeitamente normal, e acontece com todos.

Comportamento inadequado ou incomum. Imagem: Freepik.com

Quando uma pessoa que tem um temperamento considerado “normal”. E, começa a apresentar comportamentos estranhos e muito diferentes de sua personalidade ou até mesmo desproporcional para determinadas situações, é sinal de que algo está errado.

Pode ser sinal de que algo está errado, seja um fator psicológico ou neurológico.

ANÚNCIOS

9) Mudanças de humor sem motivo aparente

As mudanças de humor são comuns. Afinal de contas, quem nunca ficou feliz, aborrecido, triste, apático ou agitado, não é mesmo?

São sentimentos que todos tem ou já sentiram, e ter sentimentos diversos (com motivo) é natural.

Sitomas de demência: Mudanças de humor sem motivo aparente. Imagem: Freepik.com

O sinal de demência está quando ocorrem mudanças drásticas de humor, sem nenhum motivo aparente.

Novamente, isso pode ser um sinal de estresse ou depressão. Entretanto, acessos de ira ou choro seguidas de um comportamento tranquilo e vice-versa, pode estar relacionados à demência.

ANÚNCIOS

10) Repetir os mesmos assuntos, palavras e frases, sem se dar conta

Todo mundo que tem algum idoso em casa, já sabe que eles adoram repetir suas histórias, o que é muito normal e compreensível. Até certo ponto.

Repetir a mesma frase 3 ou mais vezes a ponto de deixar o discurso sem sentido. Ou então, não parecer se dar conta de que está repetindo a mesma coisa diversas vezes, pode ser um sintoma de demência.

Repetir os mesmos assuntos, palavras e frases, sem se dar conta. Imagem: Freepik.com

Preste atenção se a repetição está relacionada ao apego, ao saudosismo ou é repetida diversas vezes sem que o indivíduo se dê conta.

Isso pode significar que alguma célula cerebral não está desempenhando sua função, sendo uma espécie de “bug” no sistema nervoso central.

ANÚNCIOS

11) Dificuldade de concentrar-se e acompanhar histórias ou raciocínios comuns

Não prestar atenção no que está sendo dito ou não conseguir se concentrar por mera distração é normal em alguma situações, não é mesmo? Isso faz com que não consigamos entender o raciocínio completo.

Entretanto, um claro sintoma de demência é quando o indivíduo se esforça para conseguir se concentrar. No entanto, não consegue.

Dificuldade de concentrar-se e acompanhar histórias ou raciocínios comuns. Imagem: Freepik.com

Existe empenho e força de vontade, mas a pessoa esbarra em uma barreira fisiológica (neural) que a impede de acompanhar um enredo ou raciocínios simples.

Isto geralmente gera frustração e pode fazer com que a pessoa se esconda, e não conte para os outros, fazendo com que o problema se agrave. Por isso, fique atento!

ANÚNCIOS

12) Ter dificuldade com tarefas diárias simples

Por simples, entenda-se cotidiana e comum no dia-a-dia do indivíduo em questão.

Como exemplo, pensemos em uma pessoa que sempre lava a louça ou cuida das flores. Então, de repente, ela começa a apresentar dificuldade em segurar os objetos ou até mesmo de conseguir lembrar a sequência de suas tarefas rotineiras.

Sintomas de demência: Ter dificuldade com tarefas diárias simples. Imagem: Freepik.com

Afinal, lavar a louça possui uma sequência simples: ensaboar com detergente, enxaguar, secar e guardar. Uma pessoa que tenha partes do cérebro sofrendo algum tipo de agressão pode acabar guardando sem secar, esquecendo de enxaguar, etc.

Se a pessoa expressa confusão para realizar tarefas que antes lhe eram comuns, este pode ser um sintoma de demência.

ANÚNCIOS

Atenção!

Estes dados são apenas informações gerais, com base em pesquisas realizadas por especialistas.

Não se trata de uma nota ou informe médico, embora as referências tenham dados compilados em pesquisas feitas na área.

Se você identificou algum desses sintomas, não entre em alarde ou pânico, apenas procure um médico especialista.

Gostou das informações? Comente conosco sua opinião e compartilhe com seus amigos e familiares também!

Conclusão dos sintomas de demência. Imagem: Freepik.com
ANÚNCIOS
ANÚNCIOS

Em Alta