Dicas

Aplicativo Bolsa Família 2021: saiba como usar

Você já conhece o aplicativo bolsa família? Hoje, vamos te contar tudo sobre ele e, como você pode consultar o seu benefício e parcelas do programa de um jeito bem simples! Confira!

Anúncios

por Joyce Viana

Publicado em 15/06/2021

Qual é o melhor aplicativo para Bolsa Família?

Aplicativo Bolsa Família 2021: saiba como usar Imagem: Notícias Concursos
Aplicativo Bolsa Família 2021: saiba como usar Imagem: Notícias Concursos

De início, o programa Bolsa Família foi criado pelo Governo Federal como um meio para reduzir os índices de pobreza e extrema pobreza no Brasil, assim, o aplicativo Bolsa Família veio para trazer mais funcionalidade para os beneficiários do programa!

Então, em meio a pandemia do Novo Coronavírus, o Governo Federal buscou formas para ampliar o programa Bolsa Família e, uma delas, foi criando o Aplicativo Bolsa Família, que falaremos hoje sobre como instalar, como se cadastrar e outras informações úteis.

Anúncios

Qual o aplicativo original do Bolsa Família?

Aplicativo Bolsa Família 2021: saiba como usar Imagem: No Detalhe
Aplicativo Bolsa Família 2021: saiba como usar Imagem: No Detalhe

Pois bem, neste ano de 2021, o Ministério da Cidadania em parceria com a Caixa Econômica Federal, criou o aplicativo Bolsa Família. Nisso, ele está disponível nas versões para sistemas Android e iOs.

Então, através deste aplicativo dá para ter acesso ao calendário de pagamentos do programa, assim como, dá para saber qual é a agência da Caixa mais próxima para saques.

E além disso, através do aplicativo, dá para ver as últimas informações sobre o programa do Bolsa Família, assim como, verificar a atual situação do benefício, e ainda, verificar as últimas parcelas depositadas. Então, pelo aplicativo, os beneficiários não irão precisar ir até uma agência bancária para ter acesso ao benefício.

Portanto, este aplicativo foi criado para trazer mais conforto, segurança e transparência para os beneficiários do programa!

Como instalar o aplicativo Bolsa Família?

Então, para instalar o aplicativo Bolsa Família, antes de mais nada, é preciso procurar o aplicativo “Bolsa Família Caixa” na loja de aplicativos do aparelho celular.

Ele está disponível nas versões para Android e iOs.

Em seguida, clique no ícone amarelo do programa e depois em “instalar”. Depois disso, abra o aplicativo para fazer o cadastro com CPF, nome completo, e-mail e data de nascimento.

Logo após, será necessário criar uma senha para usar no aplicativo. Neste momento, você vai receber um e-mail de confirmação, então basta clicar no link azul e depois “Confirmar”.

Por fim, volte ao aplicativo, digite o CPF e senha para acessar o seu painel com o benefício!

Anúncios

Como se cadastrar?

Aplicativo Bolsa Família 2021: saiba como usar Imagem: FDR
Aplicativo Bolsa Família 2021: saiba como usar Imagem: FDR

Pois bem, logo após instalar o Aplicativo Bolsa Família, basta fazer um cadastro bem simples e rápido para consultar todos os dados sobre o benefício no app.

Então, para isso, basta digitar o CPF, data de nascimento, nome completo e e-mail. Depois disso, crie uma senha para ter acesso ao aplicativo!

Importante mencionar que, você deve criar uma senha segura, com pelo menos seis dígitos que não poderão se repetir por mais de duas vezes, assim como, não pode ser igual ao CPF e nem data de nascimento do beneficiário. Portanto, é um processo seguro e simples!

Como ver o saldo do Bolsa Família: consulte as parcelas do Bolsa Família 2021

Então, para ver o saldo do Bolsa Família, basta na tela inicial do app, clicar na opção “consultar o benefício”. Depois disso, faça o login com número do NIS e CPF. Pronto!

E além disso, há outras formas de consulta das parcelas como mostraremos adiante.

Quais são as outras formas de consulta?

Pois bem, assim como, dá para fazer a consulta das parcelas por meio do aplicativo, dá também para consultar através do site da Caixa Econômica Federal, assim como, indo até uma unidade do CRAS da sua cidade.

Nisso, as consultas são gratuitas e rápidas! Portanto, você pode fazer quando achar necessário e da forma mais conveniente!

Importante mencionar que, para ter acesso ao benefício, você deverá estar estar inscrito no CadÚnico do Governo Federal.

Assim como, ser membro de família em situação de extrema pobreza, com renda mensal de até R$89 por pessoa.

E além disso, família em situação de pobreza, com renda mensal entre R$89,01 e R$178 por pessoa, sendo preciso ter gestante ou criança ou adolescente entre 0 a 17 anos.

Sendo que, os pagamentos ocorrem nos últimos dez dias úteis de cada mês através do aplicativo Caixa Tem, com o valor aproximado de R$189, daí a importância de uma consulta prévia e bem feita!

Pois então, já conhece o Novo Bolsa Família do Governo Federal? No conteúdo recomendado abaixo, te contamos tudo sobre as mudanças que o benefício terá no ano de 2022! Dá uma conferida!

Conheça o Novo Bolsa Família

Conheça o programa Novo Bolsa Família, e veja as novas diretrizes e valores do programa do Governo Federal para o ano de 2022! Confira!

Sobre o autor

Joyce Viana

Graduada em Direito pela PUC Minas. Pós Graduada em Direito Penal e Processo Penal pela Faculdade Legale. É produtora de conteúdo para diversos nichos, desde receitas e finanças, até beleza e saúde. Desde criança, fez da escrita sua melhor amiga, e nunca mais parou!

Em Alta

content

Empréstimo pessoal Creditas: o que é e como funciona

O empréstimo Creditas oferece três modalidades de crédito e a solicitação é 100% online, sem burocracia. Conheça mais vantagens aqui!

Continue lendo
content

Conheça o cartão de crédito Verdecard

O cartão de crédito Verdecard é aceito em mais de 200 mil lojas com descontos exclusivos! Leia este post e venha saber mais sobre ele!

Continue lendo

Listas

As 20 melhores cidades para se aposentar no Brasil. Confira!

Quer saber onde envelhecer com qualidade de vida? Se sim, então confira a nossa lista das melhores cidades para se aposentar no Brasil.

Quem não gostaria de chegar à terceira idade, não é mesmo? Todavia, o mais importante não é apenas envelhecer por si só, mas sim envelhecer com qualidade. Por isso mesmo, pesquisas sobre as melhores cidades para se aposentar no Brasil não faltam por aí. O Instituto de Longevidade Mongeral Aegon, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), realizou um estudo para descobrir quais são os melhores lugares para a terceira idade viver no país. O resultado foi um ranking com nomes de 20 municípios, que levou em conta a situação financeira e cultural dos habitantes, o número de pessoas com baixa renda, o PIB municipal, o número de idosos na cidade e a qualidade de vida da população.

20. Santo André (SP)

Localizado na Região do Grande ABC, a 18 km da capital do estado, São Paulo, o município de Santo André foi eleito o vigésimo melhor lugar do Brasil para se aposentar. Atualmente, a cidade ocupa o segundo lugar da lista das grandes cidades com maior número de aposentados, com quase 15% de sua população de aproximadamente 700 mil habitantes.

Para quem é aposentado, Sannto André oferece diversos benefícios a seus moradores. Dentre eles, atividades para a terceira idade, como concurso de Miss e Mister Melhor Idade, e desconto de até 50% de desconto no IPTU. Para solicitar o benefício fiscal, é preciso que o aposentado tenha apenas um imóvel em seu nome e que a renda mensal não ultrapasse R$3.852,70.

19. São Paulo (SP)

Que São Paulo é uma cidade frenética, isso ninguém tem dúvidas. Afinal, a capital do estado de São Paulo é o coração econômico do Brasil e, por isso, tem todas as características de uma grade metrópole: estresse, trânsito, poluição, maus hábitos em relação à saúde e à alimentação, entre outros. Mesmo com todas essas observações, São Paulo ainda assim foi eleita uma das melhores cidades para se aposentar no Brasil. Mas, sejamos justos, motivos não faltam a ela!

Além dos aposentados terem direito ao transporte público gratuito em São Paulo, eles também possuem o direito nacional de pagar meia-entrada. E qual o melhor lugar do Brasil para se entreter com espetáculos, teatros, cinemas e afins, não é mesmo? Ainda, São Paulo também oferece diversos parques a seus moradores, que são perfeitos para a terceira idade, como é o caso do Ibirapuera e do Parque da Água Branca. Ou seja, a partir do momento que você não vive mais aquela vida estressante do dia-a-dia do trabalho excessivo, São Paulo se torna uma ótima cidade para se viver.

18. Maringá (PR)

Considerado uma das melhores cidades para se aposentar no Brasil, o município de Maringá, situado no Paraná, foi eleito como sendo o oitavo melhor lugar do nosso país para se viver. Não bastasse isso, também conquistou o posto de primeiro lugar do ranking das melhores cidades paraenses para se se viver com os filhos. Ou seja, o que não falta a Maringá é mérito!

Com mais de 420 mil habitantes, Maringá é uma cidade planejada, com avenidas largas, ampla área verde e excelente nível de qualidade de vida. É um dos poucos municípios do país que consegue conciliar crescimento econômico com preservação ambiental. Tanto é que Maringá sustenta o título de Cidade Ecológica, por apresentar uma das maiores concentrações de área verde por habitante – 26,65 metros quadrados. Com tantas qualidades, é possível entender porque Maringá é considerada um dos melhores lugares para os aposentados no Brasi.

17. Belo Horizonte (MG)

Belo Horizonte, a capital do estado de Minas Gerais, é conhecida pela hospitalidade, qualidade de vida e pela sua excelente infraestrutura. Com cerca de 2,5 milhões de habitantes, é a terceira metrópole do Brasil e está em constante crescimento, contanto com ampla e diferenciada rede de serviços e estrutura urbana que valoriza os espaços livres e as áreas verdes.

Com o quinto maior PIB entre os municípios brasileiros e um IDHM de 0,810, a cidade de Belo Horizonte é reconhecida pela Unicef como uma das melhores para as crianças e adolescentes. Mas não só para eles, como também para aposentados, é claro! Por ser rodeado pelas serras do Curral, do Cipó e dos Macacos, o município possui diversos parques ambientais, proporcionando uma vida sossegada mesmo na correria de uma metrópole. Além disso, suas avenidas arborizadas confirmam essa sensação de sossego e propiciam um clima ameno na cidade.

16. São Carlos (SP)

São Carlos é um município brasileiro localizado no interior do estado de São Paulo, na região Centro-Leste, e a uma distância rodoviária de 231 quilômetros da capital paulista. Com uma população estimada em pouco mais de 250 mil habitantes, São Carlos é considerada a 13ª maior cidade do interior do estado em número de residentes.

Atualmente, a cidade é a 26ª mais cara para se viver no Brasil, o que é um fator agravante para a terceira idade tendo em vista aos valores irrisórios das aposentadorias. Mesmo assim, o município foi considerado um dos melhores lugares para se envelhecer no país. Uma das razões para ter conquistado este posto é que, em 2019, a cidade contava com um doutor para cada 100 moradores, uma média quase dez vezes maior que a nacional. Situação perfeita para os idosos, que são os que mais precisam de uma boa infraestrutura em saúde, não é mesmo?

15. Araraquara (SP)

Localizada no interior do estado de São Paulo, a 270 quilômetros da capital, Araraquara é considerada uma das melhores cidades para se viver no Brasil. Com um Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de 0,815, Araraquara ocupa a posição de 14° maior do Brasil. Além disso, a cidade foi a melhor qualificada no Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal, que usa critérios de renda, educação e saúde.

No que diz respeito à terceira idade, Araraquara foi destaque em ranking de bem-estar dos idosos, alcançando a 15ª colocação. Embora a colocação seja ótima perante todo o restante do Brasil, sabe-se que há muito para a cidade melhorar. Por exemplo, não há condomínios residenciais dedicados a idosos em Araraquara, tampouco há instituições de longa permanência para essa população.

14. Bauru (SP)

Bauru é um município brasileiro do interior do estado de São Paulo, sendo o mais populoso do Centro-Oeste paulista. Distante a 326 km da capital São Paulo, a cidade se destaca no que diz respeito aos melhores lugares do Brasil para os idosos viverem e se aposentarem com qualidade de vida.

Dentre os pontos positivos de Bauru, foi constatada a reduzida taxa de alcoolismo entre os idosos e a baixa taxa de violência, colocando a cidade na terceira posição no item “Bem-estar”. Além disso, a cidade possui a maior quantidade de clínicas e residências geriátricas entre todas desta lista. Mas nem tudo são flores para Bauru, pois o município precisa trabalhar na melhora da distribuição de renda e da expectativa de vida.

13. Curitiba (PR)

Capital do estado do Paraná, a cidade de Curitiba foi eleita em 2018 pela revista Isto É como sendo o melhor lugar para se viver em todo o território brasileiro graças à alta qualidade de vida de seus habitantes. Não à toa, ela também ocupa o seu merecido espaço na nossa lista das melhores cidades para se aposentar no Brasil.

Com uma faixa de desenvolvimento humano muito alto (quando a localidade é avaliada acima de 0,800), Curitiba alcança o IDHM de 0,823, com o índice de longevidade puxando a média para cima. No entanto, apesar do bom desempenho, a cidade ainda tem muitos desafios pela frente para garantir uma boa qualidade de vida a seus moradores, tais como nas áreas de segurança e distribuição de renda.

12. Presidente Prudente (SP)

Outro município do interior do estado de São Paulo, Presidente Prudente está a 558 quilômetros da capital estadual. Com pouco mais de 220 mil habitantes, a cidade se destaca no que diz respeito ao bem-estar de sua população idosa e sua região possui a 2ª maior taxa de envelhecimento no Estado.

Entre as variáveis do levantamento do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), Presidente Prudente se destaca em cuidados de saúde (3ª melhor), educação e trabalho (11ª), finanças ((23ª), cultura e engajamento (26ª). Não à toa, a cidade consta em nossa lista de melhores cidades para se aposentar no Brasil.

11. Blumenau (SC)

Se tem uma cidade que se destaca no que diz respeito à terceira idade, ela é, com certeza, Blumenau. No município, os idosos representam 12% da população, totalizando 43 mil pessoas com mais de 60 anos. Atualmente, a taxa de longevidade de Blumenau está na casa dos 75 anos para homens e 83 para mulheres e estima-se que o número de idosos na cidade deve chegar a 50 mil. Com isso, não é de se espantar que Blumenau ofereça uma das melhores condições de vida para a terceira idade e, por consequência, seja uma das melhores para se envelhecer e aposentar no Brasil.

Chegamos à metade da nossa lista das melhores cidades para se aposentar no Brasil e ainda há mais 10 municípios cujas qualidades de vida para os idosos são as maiores do país. E aí, pronto para saber mais?!

10. Campinas (SP)

Distante 99 km a noroeste de São Paulo, o município de Campinas, no interior do estado de SP, ocupou o posto de décimo lugar na lista das melhores cidades para se aposentar no Brasil. O que é bem justo, por sinal, já que Campinas aparece em quinto lugar entre 100 municípios analisados pelo Índice das Melhores e Maiores Cidades Brasileiras, o BCI100.

Uma das razões que colocam Campinas como um dos melhores lugares para os aposentados é a extensa programação de entretenimento que a cidade oferece. Como exemplo, em dezembro de 2019, o MIS Campinas recebeu oficina gratuita sobre cinema, memória e bem-estar da terceira idade.

09. Vitória (ES)

Considerada a melhor capital da Região Sudeste para se viver, Vitória vem ganhando cada vez mais posições nas avaliações de qualidade de vida das cidades brasileiras. Tanto é que, segundo estudo do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon, em parceria com a Escola de Administração de Empresas de São Paulon da Fundação Getulio Vargas (FGV/EAESP), Vitória foi considerada a 9ª cidade do Brasil com melhor taxa de longevidade.

Graças ao seu excelente desempenho no que diz respeito às melhores cidades para se aposentar no Brasil, Vitória ocupou o seu lugar na nossa lista com muito mérito. Dentre os seus destaques, ressaltam-se os Centros de Convivência para a Terceira Idade, os CCTI’s. Eles são espaços públicos que oferecem às pessoas idosas moradoras de Vitória oficinas, ações ou atividades, tais como físicas, educacionais, artísticas e culturais.

08. Americana (SP)

Localizada no interior do estado de São Paulo, a cidade de Americana, embora tenha recebido imigrantes portugueses, africanos e italianos, tornou-se conhecida principalmente por se tornar o lar de imigrantes estadunidenses. Graças à sua grande influência no desenvolvimento econômico agrícola e têxtil , estes ramos se mantêm como fortes características da cidade.

No que diz respeito à sua população idosa, Americana vem se destacado positivamente a ponto de conquistar o seu espaço em nossa lista. No estudo levantado pelo Instituto de Longevidade Mongeral Aegon, Americana recebeu nota 75.0 em uma avaliação de 0 a 100 e seu desempenho foi acima da média em sete variáveis. Além disso, a cidade obteve as melhores avaliações nos quesitos Bem-Estar (81,71), Educação e Trabalho (89.29) e Indicadores Gerais (89.0).

07. Jundiaí (SP)

A 57 quilômetros de distância da capital São Paulo, está a cidade Jundiaí, cujo nome significa “rio dos jundiás” em tupi e é uma referência ao Rio Jundiaí. Com aproximadamente 400 mil habitantes, o município se destacou como a 7ª grande cidade brasileira dentre os 150 municípios com mais de 150 mil moradores pesquisados pelo Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade (IDL).

Por meio do IDL, são reveladas as atuais condições das cidades brasileiras, tendo em vista sua capacidade de atender às necessidades básicas de vida, destacadamente dos adultos mais idosos. Jundiaí, neste quesito, destaca-se positivamente. Não à toa, a Prefeitura de Jundiaí recebeu o Selo Pleno do programa ‘SP Amigo do Idoso’, concedido pelo governo estadual aos municípios pela implantação de políticas públicas voltadas à defesa do idoso.

06. Ribeirão Preto (SP)

Conforme estudo levantado pelo Instituto de Longevidade Mongeral Aegon, Ribeirão Preto, município localizado no interior do estado de São Paulo, é a 6ª melhor cidade para se viver após os 60 anos. Todavia, além de ocupar o 6º lugar no desempenho do “índice agregado” (pessoas acima de 60 anos em geral), Ribeirão está em 8º no “índice pessoas com idade entre 60 e 75 anos” e em 10º, no “índice pessoas com idade superior a 75 anos”.

Sobre o estudo, vale ressaltar que foram consideradas não só as ações específicas para idosos, como também a condição geral da cidade em termos econômicos, sociais, culturais, rede hospitalar e educação. O pressuposto é que, quanto melhor for a vida das crianças, dos jovens, do adulto jovem, melhor será o bem-estar dos idosos. Desse modo, tendo em vista à capacidade da cidade de Ribeirão Preto em atender as necessidades básicas de vida, é mais do que justa a sua ótima colocação no ranking das melhores cidades para se aposentar no Brasil.

05. São José do Rio Preto (SP)

A quinta colocada da nossa lista das melhores cidades para se aposentar no Brasil é São José do Rio Preto, município também localizado no interior do estado de São Paulo. Com pouco mais de 460 mil habitantes, o município conta com o quarto maior número de idosos no Estado de São Paulo, havendo mais pessoas da terceira idade do que crianças no atual momento.

Além de São José do Rio Preto ser um dos primeiros no ranking do número de idosos que vivem na cidade, o lugar abriga a população que mais tempo vive em São Paulo. Diante deste cenário, torna-se claro os esforços da Prefeitura em proporcionar boa qualidade de vida à terceira idade, tendo em vista à sua representatividade perante o município. Todavia, São José do Rio Preto enfrenta um grave problema: o número de agressões contra idosos aumentou na cidade.

04. Niterói (RJ)

Niterói é um dos principais centros financeiros, industriais e comerciais do Estado do Rio de Janeiro. Tanto pela sua proximidade da capital do Estado, como por receber investimentos industriais nos setores ligados à cadeia produtiva de petróleo e gás, a cidade possui, de fato, um importante papel no cenário econômico estadual.

Considerada a quarta melhor cidade do Brasil em qualidade de vida para idosos, Niterói tem vários projetos voltados para a terceira idade, a exemplo do Bem Vividos. Este projeto, que ocorre nas policlínicas regionais do município, oferece atividades gratuitas voltadas para pessoas acima de 65 anos, como aulas de dança, de ginástica, oficina para melhorar a memória, grupo de convivência, onde os idosos conversam e trocam experiências, e visitas à museus e até cinema. O detalhe mais interessante é que todas as atividades são acompanhadas por uma equipe de enfermeiros, assistentes sociais e professores de ginástica.

03. Porto Alegre (RS)

E vamos de top 3 da nossa lista de melhores cidades para se aposentar no Brasil?! Se sim, então conheça agora a nossa terceira colocada: a cidade de Porto Alegre, capital do estado do Rio Grande do Sul.

Conforme o Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade, Porto Alegre possui liderança nas questões relativas a Habitação, especialmente por possuir a maior quantidade de condomínios residenciais dedicados a idosos. Na temática saúde, Porto Alegre destaca-se, ocupando a sexta posição, essencialmente por possuir o maior número de enfermeiras por habitante. Ademais, a capital do Rio Grande do Sul também possui um bom desempenho nas questões relativas à cultura e ao engajamento das pessoas, fazendo a cidade ser um lugar vibrante e ativo, além de exibir um dos menores índices de idosos que dependem de seus parentes.

02. Florianópolis (SC)

O segundo lugar das melhores cidades para se aposentar no Brasil vai para a capital do estado de Santa Catarina, Florianópolis. Com pouco mais de 460 mil habitantes, a cidade já foi eleita como sendo a capital com o melhor índice IDH do país. Não à toa, ela também apresenta um ótimo desempenho no Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade.

No que tange à terceira idade, Florianópolis destaca-se em seu ótimo desempenho na dimensão finanças, pois apenas uma pequena parte da população é classificada como baixa renda, assim como na autonomia dos idosos com relação aos parentes. Já no quesito bem-estar, a capital catarinense ficou entre as cidades com maior número de estabelecimentos para condicionamento físico. Como sempre, há pontos de melhorias. No caso de Florianópolis, o baixo número de usuários de planos de saúde e o índice elevado de diabetes e hipertensão.

01. Santos (SP)

E o primeiro lugar da nossa lista de melhores cidades para se aposentar no Brasil vai para Santos, região litorânea do estado de São Paulo! Considerado o melhor município brasileiro para quem tem mais de 60 anos morar conforme levantamento do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), Santos é líder no que diz respeito ao número de idosos com acesso a serviços de planos privados de saúde. Além disso, destaca-se a ampliação da oferta de condomínios residenciais para idosos e a existência de instituições para longa permanência.

E aí, qual dessas 20 melhores cidades para se aposentar no Brasil você gostaria de envelhecer, hein? Um ponto positivo desta lista é que ela tem lugares para todos os gostos: grandes metrópoles, cidades do interior, praias… Ou seja, ninguém vai ficar na mão na hora de escolher o lugar ideal para se aposentar!

Você também pode gostar

content

Review cartão Santander SX 2021

Confira o review cartão Santander SX e veja como solicitar este cartão sem precisar ser correntista do Santander e, ainda, aproveitar diversas vantagens.

Continue lendo
content

Como solicitar o Cartão Consignado Banco Mercantil

Está interessado no cartão consignado do Banco Mercantil e em todas as suas vantagens? Saiba agora mesmo como solicitar com o passo a passo

Continue lendo
content

Cartão Inter Limite Investido: como funciona

Veja como o cartão Inter Limite Investido funciona e saiba tudo sobre este cartão que pode te ajudar a criar a sua primeira reserva financeira.

Continue lendo